sexta-feira, 18 de abril de 2008

Devolva-me teus versos!
Não por direito
posse ou orgulho.
São a parte de ti
que tenho, nada mais.

Se tu levas as palavras,
deixa-me sem lembranças.
Como fotos rasgadas,
beijos negados
e amor não dito.

Nenhum comentário: