segunda-feira, 28 de abril de 2008

Não sou poetisa.

Não sou poetisa.
Tento apenas extrair das palavras
A razão de meus sentimentos.

Mas que sentimentos são esses
Que não sei descrever!
Ou seriam as palavras
Insuficientes?

Descrever a si próprio
É enxergar-se de dentro pra fora
Virar-se do avesso.


Deixar-se mostrar em essência
É transparecer o amor.
Que em seu espaço profundo
Expressa sua face complexa.


O dom de decifrá-las
Nasce com poucos
Eu não conheço palavras
Apenas amo!