quarta-feira, 16 de setembro de 2009

O que você quer ser quando crescer?

Alguns vão dizer que você está ficando velho, pra desafiar seu estado de espírito. Mas você está se sentindo tão leve... O telefone toca o dia todo, as mensagens chegam e cada uma dessas palavras são ingredientes de uma infalível receita de juventude. Você vai receber carinho, abraços e notar que alguns te esqueceram e outros foram esquecidos por você. É hora de reatar amizades ou perdê-las pra sempre. A gente se perde com o tempo... Há os que te querem bem, mesmo em silêncio. Pare para ouvi-los também. Vale à pena. Talvez você ganhe bombons de uma amiga ou um livro do namorado. Não há regras. Sentimentos não vêm embalados pra presente. Nesse dia, a pessoa mais importante pode nem aparecer. Pode nem se lembrar que aquele dia é o dia. E nem por isso ela gosta menos de você. Ela pode ser distraída e comprar o sapato no número errado. Ou, na pressa do dia-a-dia, esquecer que você não fica bem de amarelo. O que eu duvido é que ela deixe de pensar em você um só dia do ano. Quer coisa melhor que isso? Se os implicantes estão errados e você não ficou velho, é provável que você queira da sua mãe aquele bolo delicioso que só ela sabe fazer. Quem sabe você passe a tarde inteira fazendo brigadeiro e enchendo bolas. Senão, podem estar preparando tudo sem você saber. Aposto que no momento da surpresa, até chapéuzinho você vai usar... É irresistível! Mesmo que resolva sair e passar a noite num bar, não vão faltar pessoas a sua volta cantando “aquela musiquinha” e rindo da sua cara vermelha de vergonha. A cada ano, temos um dia especial quando o mundo conspira a favor da nossa alegria. Neste dia, a gente pode ser o que quiser. Ser criança é uma das escolhas mais freqüentes. E mais felizes.

2 comentários:

autogas //annaanjos.com disse...

No fundo no fundo o que importa é ser feliz. E pra ser feliz é tão fácil, embora vejamos diariamente que para isso é necessário ter isso ou aquilo à venda nas propagandas incitantes do consumo de uma vida oca e vil.
Ser feliz é perceber a mágica de um pôr-do-sol, se encantar com o som dos pássaros que de manhã vem nos acordar. Mais um dia estamos vivos, sim! Façamos dos dias o melhor de nossas vidas. Todos os dias.

Débora Fonseca disse...

Ahhhh
acho que eu nunca escolho ser meio criança nesse dia.
Escolho lembrar de todo mundo que me esqueceu... e de quem eu vou esquecer porque me esqueceu.
No final das contas nao da certo.
Os amigos nao lembram de mim e nao vao na comemoração, mas eu acabo indo no deles.