sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Meu espelho,
a vida levou,
a saudade pisou.
E minha alegria recriou.

Deixei ela ser
a felicidade que já me habitava,
mas não me decorava.

Agora, as luzes estão acesas,
a porta pintada de cor berrante.
E nas janelas,
correm leves cortinas
do amanhã muito melhor.

Alexandre Soma.
http://www.cromossoma.com.br/