quinta-feira, 19 de agosto de 2010

A vida, uma dança.


A vida é como uma dança.
Um dia somos passos.
Outros, somos chão.
Bailamos,
mudamos de lugar.
Ou não mudamos.

Nos damos conta
de quanto o mundo é circular.
Não adianta parar.
Você vai girar!

Nos damos conta
de que essa festa
nos cerca de gente.
E, no fim
fica só quem importa.
Quem segura a sua mão.
Quem te enlaça, te afaga.
Sempre a te olhar
bem de perto.

Mudamos conforme o ritmo.
Ou mudamos o ritmo,
ao nosso gosto.
Ou desgosto.
Cantamos versos que
traduzem nossa alma.
Música é isso!
Intérprete da alma da gente.
Tão profunda, tão fugaz.
A música, a dança e a vida.