quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Sentimentos não são racionais. Relações humanas não são racionais. Logo, é irracional racionalizar sentimentos. É preciso racionalizar a não racionalização.
A harmonia não é uma constante. A harmonia é aquilo pelo qual se briga todos os dias. A harmonia é flutuante, orgânica, não é lógica. Assim como o amor.
Não mande ao cárcere aquele que você preza, querendo protegê-lo de suas desvirtudes. Somos amados pelo conjunto do que somos, o que tem de bom e de quebrado.

O amor de fato sobrevive à desilusão da desconstrução do outro idealizado.